CLAF

Segunda a Sexta de 7h às 19h
Sábado de 7h às 12h

CLAF

(61) 3345-7679

Quais são os sinais do câncer de mama

Outubro chegou e, com ele, a campanha anual de combate, conscientização e prevenção do câncer de mama: o Outubro Rosa.

A mobilização acontece em nível internacional e busca informar e mobilizar a sociedade quanto aos riscos e formas de prevenção dessa doença que tira a vida de tantas mulheres pelo mundo.

Tendo em vista a importância dessa prevenção e por acreditarmos que a informação é a arma mais importante nesse enfrentamento, listamos neste artigo quais são os sinais do câncer de mama e como é possível se prevenir.

Vamos à leitura!

O que é o câncer de mama?

É sempre importante ressaltar que nem todo nódulo ou caroço nas mamas é sinal de um possível câncer. Por conta de suas características, as mamas podem, sim, desenvolver esse tipo de formação que, em mais de 90% dos casos, têm um prognóstico benigno.

Já o câncer de mama é a consequência de mutações genéticas que podem ocorrer em células do tecido mamário.

Na maioria dos casos, essas mutações fazem com que uma célula adquira particularidades e comportamentos considerados anormais, como uma capacidade desordenada de se dividir e se multiplicar, podendo resultar na formação de tumores.

Esses tumores podem se limitar à região das mamas, como também podem  se espalhar para outras regiões, as chamadas metástases.

O câncer de mama ainda é envolto em muitas dúvidas e mitos. Confira neste artigo os esclarecimentos para as principais delas!

Os sinais e sintomas do câncer de mama?

Antes de começarmos a listar os principais sintomas, é importante destacar que, em suas fases iniciais, o câncer de mama costuma ser assintomático, ou seja, não apresenta quaisquer sintomas, tornando-o uma doença ainda mais perigosa.

Por conta dessa característica, as consultas e exames preventivos tornam-se ainda mais importantes.

1. Presença de nódulos ou caroços no seio

Como dissemos, apesar de não significar necessariamente a presença de um câncer de mama, a presença de nódulos ou caroços é um sinal que precisa ser investigado.

Além disso, outro sinal importante para se prestar atenção são possíveis irregularidades na pele, já que podem se tratar de caroços ainda em formação.

Vale destacar que esses nódulos podem, também, se localizar próximos à região das axilas. Nesse sentido, ao realizar o seu autoexame das mamas, esteja atenta tanto à região das mamas quanto à região das axilas também.

Quer saber quando nódulos palpáveis na mama podem ser sinais de um câncer, confira as dicas deste artigo do nosso Blog! 

2. Irritação na pele da mama

É importante observar muito bem a pele da região das mamas, procurando identificar algum sinal de vermelhidão, escurecimento, retração, enrijecimento ou alguma outra irregularidade.

Para isso, é fundamental que a mulher se habitue, em seu dia a dia, a inspecionar suas mamas, para que ela seja capaz de notar rapidamente, caso surja alguma alteração. 

O mastologista é o principal especialista nos cuidados com as mamas. Mas você sabe quando é hora de procurar esse profissional? Confira neste artigo!

3. Inchaço ou assimetria

Outro sinal que pode ser indicativo de um câncer de mama é a presença de  inchaços e assimetrias nas mamas.

Quando falamos em inchaços, é importante diferenciar dos aumentos de volume normais em alguns períodos, especialmente nos períodos menstruais.

Ao contrário disso, nos casos de câncer, esse tipo de alteração em geral ocorre em apenas uma das mamas, podendo gerar deformações no formato usual do seio.

Conheça a relação entre as secreções no mamilo e o câncer de mama!

Outro possível sinal são as assimetrias, ou seja, diferença de tamanho entre as mamas. Em algumas mulheres isso pode ser uma característica própria, que ela apresenta por toda a vida. No entanto, quando isso ocorre por mudanças no tamanho das mamas, é algo para ligar o sinal de alerta.

Confira, neste artigo, os diferentes tipos de tratamento disponíveis hoje para o câncer de mama!

4. Inversão do mamilo

Não é incomum que algumas mulheres já nasçam com a característica de ter o mamilo invertido, não sendo isso indício de qualquer doença, muito menos um tumor.

Porém, o desenvolvimento desta característica ao longo da vida, ou seja, quando um mamilo normal começa a se retrair, isso exige atenção e investigação com o mastologista.

Isso pode ser um sinal de algum tipo de infecção ou até mesmo do desenvolvimento de um câncer de mama.

Mastologista em Brasília (DF)

Dores nas mamas é sempre sinal de preocupação? Quais os sinais mais importantes para ficar atenta? Saiba as respostas neste artigo!

 5. Secreção pelo mamilo

As secreções que devem chamar sua atenção para a possibilidade de câncer de mama são aquelas que saem espontaneamente pelo mamilo, ou seja, sem precisar apertar, e são  transparentes ou sanguinolentas

As secreções esverdeadas ou amarronzadas costumam estar mais associadas a alterações hormonais ou ao hábito do tabagismo. 

Sempre que você apresentar alguma secreção incomum pelo mamilo, deve consultar seu mastologista, para realizar uma avaliação.

Veja neste artigo quais tipos de secreções dos mamilos podem ser indicativas de um câncer de mama!

6. Coceira na aréola e mamilo

A coceira persistente, tanto na aréola quanto no mamilo, podem ocorrer devido a processos alérgicos ou podem sinalizar um tipo de câncer de mama, chamado doença de Paget.

Caso você não tenha esse histórico, mas tenha notado esse sintoma há algum tempo, é importante também que procure um(a) mastologista para que ele avalie e esclareça. 

Conheça os tratamento para o câncer de mama!

Como fazer o autoexame das mamas

Um grande aliado das mulheres, na prevenção ao câncer de mama, é a prática regular do autoexame.

Apesar dessa avaliação não substituir os exames e consultas com um especialista, é um hábito de cuidado bastante saudável para que a mulher monitore sua saúde e possa perceber mais rapidamente a presença de qualquer alteração.

Você pode realizá-lo da seguinte forma:

  • Coloque-se de frente para um espelho.
  • Com os braços em repouso, ao lado do corpo, observe características dos seios e mamilos, como tamanho, posição, coloração e formato.
  • Agora, com as mãos atrás da cabeça, observe os seios e mamilos novamente.
  • Por último, pressione levemente os seios, verificando se há algum nódulo. Pressione também os mamilos, notando se há a saída de alguma secreção ou a presença de alguma ferida.

Como dissemos, o autoexame não substitui a avaliação médica, muito menos os exames de imagem, como a mamografia. Por meio do toque, é possível perceber a presença de nódulos maiores (a partir de 1 cm), enquanto que os exames de imagem são capazes de detectar alterações milimétricas, aumentando as chances de cura.

Câncer de mama: autoexame e prevenção!

Esperamos que o conteúdo deste artigo tenha ajudado você a identificar melhor alguns dos principais sinais e sintomas do câncer de mama.

Os sintomas listados aqui não indicam, necessariamente, que a paciente esteja com algum tipo de câncer de mama, mas servem de indícios para que ele procure uma avaliação especializada.

O fator mais decisivo para o sucesso de um tratamento de câncer é o tempo. No caso específico do câncer de mama, quando descoberto precocemente, as chances de cura são de quase 100%.

Na hora de buscar cuidados especializados para suas mamas, considere a Clínica CLAF como sua opção!

Somos especialistas nos cuidados com a saúde feminina e contamos com mastologistas, ginecologistas, angiologistas, nutricionistas, endocrinologistas, obstetras e, agora também, cardiologistas.

Se você está em Brasília ou Entorno, venha cuidar da sua saúde conosco! 

QUERO UMA AVALIAÇÃO NA CLAF!

Também aceitamos diversos convênios. Acesse o link abaixo e veja se o seu convênio também está incluído!

CONVÊNIOS ACEITOS

Você também pode gostar:

Reposição hormonal engorda?

Dicas para comer melhor (mesmo nas férias)!

Powered By: Clínica da família