Especialidades

Dúvidas Frequentes

Acompanhar a saúde da mama é obrigação de toda mulher. Acompanhe por meio do autoexame, de visitas periódicas ao médico e pela mamografia, se acima dos 40, e pela ecografia mamária, se abaixo.

Os 2 tipos de exames são importantes e complementares, já que nos fornecem informações diferentes.

  • Nódulo endurecido e fixo às estruturas vizinhas, aquele nódulo que não é móvel, que não se movimenta durante a palpação.
  • Saída de secreção espontânea sanguinolenta ou tipo “água de rocha” pelo mamilo.
  • Afundamento do mamilo.
  • Mudança no formato das mamas.
  • Coceira e descamação no mamilo.
  • Dor persistente em uma mama, porém sem relação com o ciclo menstrual.

Existem 2 hipóteses para se explicar essa condição:

  • A primeira diz que esta se deve à menstruação retrógrada, condição condição em que uma parte do sangue menstrual volta pelas trompas, caindo na cavidade abdominal e se implantando nos órgãos pélvicos.
  • A segunda é a chamada teoria imunológica, em que as células de defesa, ao invés de removerem as células endometriais, parecem estimular o seu desenvolvimento.

A principal causa do hipotireoidismo é a condição chamada Tireoidite de Hashimoto, uma doença autoimune também conhecida como Tireoidite Crônica ou Tireoidite Linfocítica, que leva o corpo a fabricar anticorpos que destroem a própria glândula tireóide. Esse tipo de tireoidite é oito vezes mais comum em mulheres, tem forte relação com o histórico familiar e sua evolução é geralmente lenta.

Procedimentos

Cirurgia ginecológica

Laparoscopia

Histeroscopia

Correção de hipertrofia
de pequenos lábios

MASTOLOGIA

Exérese de nódulo de mama

Correção de ginecomastia

Mastectomia

Quadrantectomia

Artigos recomendados

Últimos artigos

Fale conosco

Centro Clínico Sul
Quadra SHLS 716, Conjunto L, Torre 1, Sala 06 e 08, Asa Sul, Brasília-DF.

61 3345.7679 | 61 3245.1455

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?