Mulher com dores porque precisa fazer histeroscopia

A histeroscopia diagnóstica é um exame ginecológico que identifica alterações no útero por meio de um processo similar ao da endoscopia. O exame é, portanto, extremamente importante para o diagnóstico de diversas doenças.

Normalmente, o exame é feito durante uma consulta com o ginecologista, no próprio consultório. Além disso, é uma solução importante para quem sente incômodos no útero, ou para quem deseja realizar exames além dos de rotina para garantir a saúde da região. 

Ao longo deste artigo, explicaremos mais sobre os detalhes desse exame tão importante para o diagnóstico de alterações no útero. Confira!

infográfico sobre saúde íntima feminina
Baixe o infográfico gratuito sobre Saúde Íntima Feminina e confira tudo que precisa saber sobre o assunto em um só lugar!

Para que serve uma histeroscopia diagnóstica?

O exame serve para analisar internamente o útero, através de uma ferramenta chamada  histeroscópio, a fim de diagnosticar possíveis alterações, como nódulos e pólipos uterinos e lesões na região.

Como o exame é 

O exame é realizado através da introdução de uma cânula muito fina na vagina , para alcançar o útero. É um exame muito bem tolerado pela paciente,  mas pode ser feita uma anestesia local , e o exame geralmente é realizado em consultório. O médico e a paciente conseguem visualizar a cavidade uterina durante o procedimento,  já que existe uma pequena câmera na extremidade da cânula.  

Quando é observado algum tipo de alteração no útero, além do procedimento de avaliação tradicional, é feita uma retirada de uma pequena parte da região. Após o procedimento, portanto, são feitos os testes necessários a fim de realizar um diagnóstico mais correto. 

Após o exame, dependendo do resultado da análise feita pelo médico, pode ser necessária a indicação de uma histeroscopia cirúrgica, da qual falaremos em tópico posterior.

Quando fazer histeroscopia?

Por ser um exame em que o útero pode ser visto pelo médico, é importante para o diagnóstico de doenças que alteram a aparência do útero, ou que geram a aparição de lesões e manchas. De maneira geral, é indicado para mulheres que apresentem um dos seguintes sintomas ou situações:

  • Infertilidade;
  • Sangramento atípico;
  • Defeitos na formação do útero;
  • Suspeita de câncer de útero;
  • Corrimento atípico persistente;
  • Aborto.

No entanto, durante a consulta com um ginecologista, o médico poderá indicar outros exames, a depender do relato de cada paciente.

Quando a histeroscopia diagnóstica é indicada

A histeroscopia diagnóstica é indicada quando uma mulher apresenta sinais de alterações no aparelho reprodutor. Normalmente o exame é solicitado por um ginecologista e é através de uma consulta que é possível identificar algum sintoma: 

  • Sangramento anormal;
  • Esterilidade;
  • Infertilidade;
  • Abortos repetidos;
  • Malformação uterina;
  • Presença de pólipos ou miomas;
  • Hemorragias;
  • Aderência uterinas.

Preparação para o exame

Além de fazer a higiene correta do local — lavagem com sabonete e água morna corrente —, é importante que a paciente evite o contato sexual nas 48 horas que antecedem o exame. 

Também não é possível realizar o exame durante a menstruação. E é importante que a paciente tome um remédio para cólicas e dores menstruais pelo menos 30 minutos antes da realização do exame.   

Contraindicações

Mulheres que apresentam sintomas de infecções, ou que possuem suspeita de gravidez, não devem realizar o exame. Assim como as mulheres durante a gestação ou em um período curto após o parto. 

O exame dói?

A maioria das mulheres sentem desconforto ao realizar o exame. No entanto, não é comum sentir dores ao longo da consulta, nem após a histeroscopia.Pode ser realizada uma anestesia local do colo uterino. 

Histeroscopia cirúrgica

Além do exame de histeroscopia diagnóstica, também existe a histeroscopia cirúrgica. A cirurgia é realizada, especialmente, para a retirada de DIU — quando os fios se perdem —, para retirada de pólipos, miomas submucosos, retirada do endométrio que é o revestimento interno do útero , também chamada ablaçăo endometrial,  e desfazer aderências (sinéquias) e septos uterinos. É um exame semelhante à Histeroscopia diagnóstica, porém realizado no centro cirúrgico, sob anestesia geral ou raqui, já que é uma intervenção mais demorada. 

Como citada anteriormente, a indicação da histeroscopia cirúrgica pode ser dada logo após a realização do exame realizado no consultório. Essa necessidade normalmente surge devido a alterações encontradas no útero durante o exame.

Onde faz exame de Histeroscopia Diagnóstica?

A histeroscopia diagnóstica é realizada em um consultório de ginecologista, mas antes de fazer o exame é necessário uma consulta com ginecologista.

Você está em dia com as suas consultas ginecológicas? Talvez esteja na hora de agendar mais um ciclo de consultas para o seu check-up. Aproveite a oportunidade e agende sua consulta sem complicações clicando aqui.  

agendar consulta clinica claf
Agende a sua consulta com especialistas em Ginecologia na Clínica Claf!

Leia também:

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?