Dor e inchaço nas pernas

Em função da rotina de atividades diárias, muitas pessoas se acostumaram a passar horas seguidas sentadas ou em pé. Como resultado, especialmente as mulheres, queixam-se de dor e inchaço nas pernas. Esses casos geralmente são resolvidos em poucas horas, mediante descanso, uma massagem caseira e um banho quente; e não costumam apontar para nenhuma outra razão mais grave. 

Mas o que acontece quando essas dores e inchaço não passam naturalmente ou começam a te incomodar além do normal? Acompanhe o artigo e conheça as possíveis causas. 

Quais doenças causam dores nas pernas?

Quando experimentamos inchaço nas pernas, frequentemente o problema está associado ao nosso sistema circulatório, também chamado de sistema cardiovascular. O sangue é bombeado por todo o corpo pelo coração, sendo distribuído pelas artérias. Em seu retorno pelas veias, se alguma complicação no transporte sanguíneo acontece, resulta em uma dilatação das veias e o extravasamento de líquido para o tecido subcutâneo, configurando o tão conhecido inchaço.

A dor é um indicativo que alguma coisa no seu corpo não está certa e pode vir acompanhando o inchaço das pernas, denunciando desde um cansaço muscular até alguma outra possível doença ou inflamação.

Uma coisa é certa: se esses sintomas persistem, é hora de procurar um angiologista. Esse profissional se encarrega dos cuidados com o sistema circulatório e, apesar de não estar entre os médicos usualmente consultados no check-up anual, o especialista será fundamental para te ajudar a contornar e tratar problemas como dores e inchaço nas pernas. Cheque abaixo casos mais específicos. 

Leia também: Angiologista: como e porque procurar um

7 Causas comuns de dor e inchaço nas pernas

1. Sentar ou ficar em pé por muitas horas 

Como já citamos, esse é um dos casos inofensivos e vai causar dor devido ao acúmulo de líquidos nas pernas. Quando ficamos muito tempo em uma determinada posição, seja em pé ou sentada, o corpo pode encontrar dificuldades para manter uma boa circulação nas pernas, resultando em dores e inchaços. Água quente e descanso podem tomar conta desse caso que geralmente se resolve em poucas horas. 

Sentar ou ficar em pé por muitas horas

2. Medicamentos 

Alguns medicamentos podem ocasionar  o inchaço das pernas, especialmente aqueles que são essencialmente hormonais, como os anticoncepcionais. Caso isso esteja lhe causando incômodo, é importante conversar com o seu médico para estudar uma possível troca de medicação.

Medicamentos

3. Envelhecimento

Com a chegada da idade mais madura, a potência de algumas de nossas válvulas venosas podem ficar comprometidas, não sendo tão eficientes em bombear o sangue como antigamente. Nesses casos, caso não haja outros sintomas mais severos, como dores persistentes, febre ou falta de ar, fazer pausas entre as atividades para colocar as pernas um pouco para cima pode ajudar a diminuir o desconforto. 

Envelhecimento

4. Lesões, Tendinites e Pancadas 

Apenas em nossas pernas temos um total de 7 músculos divididos em camada. Caso realizemos algum exercício sem o devido alongamento ou por períodos extenuantes, podemos acabar lesionando um desses músculos, causando câimbras, lesões ou tendinites. 

Em todos esses casos, é comum experimentar bastante dor persistente, especialmente quando se tentar mover o membro lesionado. Também podem aparecer manchas escuras ou avermelhadas na área da lesão, além do inchaço.

Essa lesões também podem acontecer devido a pancadas fortes: um acidente em algum esporte ou uma queda que resulte em um algum tipo de trauma nas suas pernas, poderá romper alguns vasos sanguíneos, além de também poder ocasionar lesões musculares. Por essa razão, caso você experimente uma lesão que continue a doer sem melhora mesmo depois da administração de compressas frias ou que continue em um quadro de inchaço a melhor solução é ir ao hospital. 

Lesões, Tendinites e Pancadas

5. Varizes 

As varizes são veias que se dilataram como resultado de uma circulação sanguínea não eficiente. Elas são motivo de preocupação, especialmente para muitas mulheres (as principais afetadas por esse fenômeno), uma vez que além de serem dolorosas, podem causar incômodos estéticos. 

Geralmente azuladas ou esverdeadas, as varizes podem surgir devido ao excesso de imobilidade em uma rotina diária, ou seja, como já citamos: o ficar sentado ou em pé o dia inteiro. Todavia, elas também podem ser causada por outras razões, tais como: predisposição genética, excesso de peso ou gravidez. 

Leia mais: Varizes: o que são, causas e tratamentos 

Uma boa maneira de prevenir varizes é praticar exercícios físicos e evitar ficar na mesma posição por muito tempo. Tente se levantar e esticar as pernas a cada 2 horas. Isso pode ajudar a estimular a circulação sanguínea nas pernas. Caminhadas também podem ser ótimas aliadas no combate às varizes.

Saiba como evitar o surgimento de varizes. Leia também: Como evitar varizes: não perca essas 7 dicas!

Varizes

6. Trombose Venosa Profunda (TVP) 

Reconhecidamente o tipo mais comum de trombose, a TVP ocorre com a formação de um coágulo em veias das pernas ou coxas que ocasionará uma obstrução da circulação sanguínea daquela área, causando dor e inchaço na região decorrente de uma inflamação. 

Além de causar dor e incômodo, a trombose pode causar outras complicações mais sérias, como a embolia — que se qualifica quando esse coágulo se desprende e é transportado pela corrente sanguínea, podendo se fixar em outros órgãos como o pulmão, configurando a embolia pulmonar.  A TVP ainda pode causar insuficiência venosa crônica e escassez do fluxo sanguíneo. Nesses dois últimos casos, a dor e inchaço nas pernas pode se tornar muito aguda. 

Caso a TVP afete uma veia profunda da perna, poderá causar inchaço dolorido na panturrilha, com a sensação de calor na área. É importante lembrar que alguns pacientes com TVP podem não apresentar sintomas, até a falta de ar que já pode indicar a embolia, por isso, torna-se ainda mais importante o acompanhamento periódico com um angiologista para checar se está tudo bem com sua circulação, especialmente se você já tem mais de 50 anos.

Trombose Venosa Profunda (TVP)

7. Doenças Cardíacas 

O inchaço e dores nas pernas, por muitas vezes estarem relacionados ao sistema cardiovascular, podem apontar para possíveis doenças cardíacas. Entre elas podemos citar a insuficiência cardíaca — quando o coração falha por não possuir força suficiente para promover o devido bombeamento sanguíneo —, e a aterosclerose. 

Chamada também de doença arterial obstrutiva periférica (DAOP), a aterosclerose acontece quando as artérias são obstruídas por placas de gordura, prejudicando tecidos e órgãos que não vão receber o oxigênio e nutrientes necessários para se manterem. A complicação da aterosclerose pode gerar coágulos capazes de obstruir completamente as artérias, podendo causar derrames e ataques cardíacos

Para prevenir casos assim, é essencial que se consulte um angiologista caso suas pernas apresentem inchaço e dor persistente depois de atividades físicas. Uma das maneiras de identificar a condição também ocorre quando se percebe que os membros inferiores constantemente mais frios que o restante do corpo, bem com as pontas dos dedos; isso pode indicar uma deficiência no sistema circulatório. 

Doenças Cardíacas


Apesar de poderem ser explicadas de diversas maneiras distintas, o inchaço e dores nas pernas está mais frequentemente associada a problemas circulatórios; por essa razão, consultas periódicas com angiologistas são as mais adequadas para tratar desses tipos de problemas.

A CLAF possui angiologistas prontos para ajudar você a descobrir a causa das suas dores e inchaços nas pernas. Clique aqui para agendar uma consulta. 

Marque a sua consulta

Leia mais sobre a saúde cardiovascular:

Colesterol alto: como tratar e prevenir. 

Cirurgia vascular: quando e pra quem é indicada?

Câncer de colo do útero: causas, sintomas e tratamento

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?