CLAF

Segunda a Sexta de 7h às 19h
Sábado de 7h às 12h

CLAF

(61) 3345-7679

Colesterol alto: como tratar e prevenir

O colesterol é um tipo de gordura produzida pelo próprio corpo humano. Presente em diversas estruturas do nosso organismo, existem 3 tipos dele: o LDL, HDL e o VLDL. Embora seja importante para compor diversas partes do nosso corpo, o colesterol alto pode prejudicar a nossa saúde. 

Acompanhe o artigo para entender por que o colesterol alto nos afeta negativamente, como preveni-lo e também como tratá-lo. 

Por que o colesterol alto faz mal?

Primeiramente, é importante lembrar que nem todos os tipos de colesterol são prejudiciais à saúde. 

O famoso “mau colesterol”, o LDL é o que pode causar complicações. Ele é composto por moléculas de baixa densidade e, devido a isso, pode se acumular nas artérias e veias coronárias. 

Por isso, ele pode acabar formando placas de gordura em diversas regiões do corpo, o que leva a problemas de circulação do fluxo sanguíneo. Com o passar do tempo, isso pode levar ao risco de infarto e acidente vascular cerebral (AVC), uma vez que dificulta a chegada do sangue até órgãos como o cérebro e o coração. 

Consulte o endocrinologista da CLAF!

Tratamento para o colesterol alto

O tratamento para o colesterol alto deve incluir, primeiramente, uma mudança no estilo de vida do paciente. Alimentar-se de forma saudável, praticar exercícios físicos e evitar o consumo de bebidas alcoólicas são práticas essenciais. 

Entretanto, nem sempre são suficientes. A depender do caso clínico do paciente, o cardiologista pode receitar determinados remédios para reduzir as taxas de forma mais rápida e eficiente. É claro que isso não desobriga o paciente dos cuidados com a alimentação, atividades físicas e consumo de álcool.

Entenda mais sobre a especialidade de endocrinologia em Brasília-DF!

Como posso prevenir o colesterol alto?

Mude a sua dieta

Embora a alimentação seja responsável apenas pela presença de apenas 30% do colesterol no nosso corpo (os outros 70% são produzidos pelo próprio organismo), há alguns alimentos que você pode incluir na sua dieta para evitar o desenvolvimento do colesterol alto. São eles:

  • Frutas vermelhas 

Morango, framboesa, mirtilo, cranberry, cereja e até mesmo o açaí são exemplos de frutas que ajudam no controle das taxas de colesterol.

  • Peixes 

Os peixes são alimentos ricos em ômega-3, um tipo de substância que consegue diminuir a retenção de LDL nas paredes das artérias. 

  • Alho

Devido à presença de antioxidantes na sua composição, o alho também consegue reduzir a quantidade de colesterol no nosso corpo e diminuir, inclusive, a pressão arterial. 

  • Azeite

O azeite de oliva também contém muitos antioxidantes, como o ômega-9 e ácidos fenólicos, os quais podem ajudar bastante no controle do colesterol. 

  • Abacate 

O abacate detém componentes responsáveis por reduzir a quantidade de colesterol absorvida quando ingerimos certos alimentos. 

Conheça 7 sintomas de problemas na tireoide!

Pratique exercícios físicos regularmente 

Fazer exercícios físicos é outra maneira de se prevenir contra o colesterol alto. Isso porque fazer atividades físicas ajuda na circulação do sangue, o que dificulta a retenção de LDL nas paredes das artérias. 

Os exercícios físicos que mais contribuem para a redução do colesterol ruim são os aeróbicos, aqueles de maior intensidade, como corrida, natação, ciclismo, futebol, basquete, entre muitos outros. 

Como saber se tenho colesterol alto?

Médicos, como o clínico geral, o cardiologista e o endocrinologista costumam recomendar exames de sangue regulares em checagens de rotina para pacientes com mais de 20 anos, cujos pais ou avós tenham colesterol alto. Trata-se muitas vezes de uma característica hereditária. 

Por meio do exame de sangue, é possível identificar as taxas de colesterol bom (HDL) e de colesterol ruim (LDL) e diagnosticar o colesterol alto. 

Esperamos que o artigo tenha te ajudado a compreender mais sobre o tratamento e a prevenção do colesterol alto. Ressaltamos a necessidade de manter as consultas sempre em dia, pois quanto mais cedo ele for identificado, mais fácil se dá o tratamento. 

Leia também:

Agende agora mesmo uma consulta com um dos nossos endocrinologistas!

Novembro Azul: todos pela prevenção do câncer de próstata 

Confira aqui os convênios atendidos pela CLAF. 

Powered By: Clínica da família