CLAF

Segunda a Sexta de 7h às 19h
Sábado de 7h às 12h

CLAF

(61) 3345-7679

Cinco fatores de risco para a diabetes!

Dados da Federação Internacional de Diabetes (IDF) mostram que o Brasil é o 5º na lista de países com a maior incidência de casos de diabetes no mundo.

Ao todo, são mais de 16,8 milhões de adultos diabéticos, sendo que as estimativas apontam para um crescimento ainda mais expressivo, podendo chegar à marca de 21,5 milhões nos próximos nove anos.

Diante de números tão expressivos, a informação e a conscientização se tornam cada vez mais importantes para o combate da doença.

Nesse sentido, preparamos um artigo mostrando 5 fatores de risco para a diabetes, como dicas de como se proteger desse problema.

Confira!

Consulte o endocrinologista da CLAF!

Afinal, o que é a diabetes?

A diabetes é uma síndrome metabólica, caracterizada por uma deficiência de produção ou resistência à ação da insulina, um importante hormônio responsável pelo controle da quantidade de açúcar (glicose) na corrente sanguínea.

A insulina, por sua vez, é produzida no pâncreas, sendo responsável por retirar o açúcar do sangue e levar para dentro das células, a fim de cumprir suas funções no organismo.

Uma baixa produção desse hormônio ou uma ação ineficiente podem provocar um quadro de hiperglicemia, ou seja, uma alta concentração, permanente, de açúcar no sangue.

Os diferentes tipos de diabetes 

Por se tratar de uma doença metabólica, com origens múltiplas, a diabetes pode se manifestar de diferentes formas:

  • Tipo 1 – Nesse tipo de diabetes, o próprio sistema imunológico do paciente passa a destruir as células que produzem a insulina. Esse tipo predomina em crianças e adolescentes, e costuma surgir de forma aguda, com sintomas como emagrecimento, fome e sede excessivas, além da necessidade de urinar várias vezes ao dia.
  • Tipo 2 – Decorrente de uma baixa eficiência na produção ou na ação da insulina no corpo, geralmente provocada por maus hábitos alimentares e excesso de peso. Tem desenvolvimento gradativo, passando pela pré-diabetes, até se estabelecer. Mais comum em adultos, acima de 40 anos.
  • Gestacional – Trata-se da diminuição da tolerância à glicose, geralmente constatada a partir de 24 semanas de gestação. Se bem conduzida, tende a regredir com o tempo. Toda gestante deve realizar a dosagem da glicose no sangue na primeira consulta de pré natal.
  • Tipo LADA – Sigla para Diabetes Autoimune Latente do Adulto (em inglês), é muito semelhante ao tipo 1, com a principal diferença de que esta tem um desenvolvimento longo, geralmente se manifestando em torno dos 30 anos. O sistema autoimune vai progressivamente destruindo as células do pâncreas, até que a diabetes se estabeleça. 
  • Tipo MODY – É uma forma hereditária de diabetes em que crianças e adolescentes desenvolvem um tipo de diabetes parecida com a diabetes tipo 2, porém não há obesidade. Ocorre um defeito genético que interfere na produção de insulina. 

Vale ressaltar que por mais que existam diferentes tipos de diabetes, alguns sintomas são muito comuns entre eles, tais como:

  • Fome e/ou sede excessivas.
  • Sensação de fraqueza e fadiga frequentes e inexplicadas.
  • Dificuldade de cicatrização, com risco de sangramentos.
  • Formigamento.
  • Maior frequência urinária.
  • Infecções de repetição. 

Veja como é feito a consulta com endocrinologista na CLAF! 

5 fatores de risco para a diabetes 

Nos tópicos abaixo, você confere os fatores de risco para o desenvolvimento da diabetes que mais merecem a sua atenção.

1. Idade avançada 

O avanço da idade acarreta em uma série de alterações, tanto físicas quanto metabólicas.

Por conta disso, o corpo passa a ser mais suscetível a desenvolver determinadas doenças, como por exemplo a diabetes tipo 2, mais comum entre pessoas acima dos 45 anos de idade.

2. Sobrepeso e obesidade

O acúmulo de gordura corporal traz consigo uma série de problemas perigosos para a saúde, entre eles o aumento de chance de desenvolvimento de um quadro de diabetes, especificamente a do tipo 2, por causar resistência à insulina. 

Caso o ganho de peso não seja interrompido (ou revertido), vão se tornando cada vez maiores as chances de desenvolver a doença.

👉 Veja também:
Como saber se estou acima do peso?

Como Cortar a Menstruação Rápido?

3. História familiar positiva

Pacientes que possuem algum parentes em primeiro grau diabético, como pais, filhos ou irmãos, estão bem mais sujeitos a desenvolverem a doença, tendo em vista o impacto que o fator genético tem sobre a diabetes.

Por isso, é muito importante consultar o histórico familiar, para que possa ser definida, com maior exatidão, a probabilidade de desenvolver o problema e, se for o caso, iniciar um acompanhamento médico.

4. Colesterol alto e hipertensão 

Outras doenças e condições também são consideradas fatores de risco para o desenvolvimento da diabetes, entre elas, destacam-se: a pressão arterial acima do normal e o colesterol alto.

5. Maus hábitos de vida 

A má alimentação, o sedentarismo e um alto consumo de produtos nocivos à saúde, como álcool e cigarro, contribuem, e muito, para o desenvolvimento da diabetes, assim como de uma outra série de doenças.

Por isso, é muito importante buscar por uma vida mais saudável, baseada em uma alimentação rica em frutas, verduras e legumes, exercícios físicos e um baixo consumo de alimentos açucarados e gordurosos.

👉 Leia também:
O endocrinologista é a referência para tratar a diabetes. Veja quais outras doenças ele trata!

Diabetes: faça sua prevenção ou acompanhamento na CLAF!

Esperamos que este artigo tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre as características, tipos e fatores de risco para a diabetes.

A partir disso, o próximo passo é adotar melhores hábitos de vida e, de preferência, fazer uma avaliação com um endocrinologista.

Nesse sentido, considere a Clínica CLAF como sua opção!

Somos especializados em saúde feminina e dispomos de endocrinologistas, ginecologistas, cardiologistas, angiologistas e mastologistas, num ambiente confortável e acolhedor. 

Se você está em Brasília ou Entorno, clique no link abaixo e agende seu atendimento conosco!

QUERO AGENDAR MINHA AVALIAÇÃO NA CLAF

Powered By: Clínica da família