CLAF

Segunda a Sexta de 7h às 19h
Sábado de 7h às 12h

CLAF

(61) 3345-7679

O que é o hipotireoidismo?

O hipotireoidismo é uma condição que afeta milhões de pessoas ao redor do mundo – só no Brasil são 18 milhões – causando diversos sintomas e incômodos nas pessoas que apresentam essa condição.

Mas afinal, quais são os sintomas desse problema? Como é feito o diagnóstico e quais são os tratamentos recomendados? Para descobrir essas respostas e outras respostas,  continue a leitura!

O que é o hipotireoidismo e quais os seus sintomas?

Tireoide em mulher.

O hipotireoidismo consiste numa disfunção da glândula tireoide, prejudicando a produção dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina). 

O hipotireoidismo apresenta diversas causas, sendo a forma congênita, a tireoidite de Hashimoto e a falta de iodo na dieta, algumas das maneiras mais comuns de apresentar essa condição. As mulheres costumam ser mais afetadas, mas a doença pode atingir ambos os sexos. 

Os sintomas envolvidos no hipotireoidismo estão muito ligados à deficiência na produção dos hormônios T3 e T4. Essa dupla é responsável por um número muito grande de regulações no nosso organismo como um todo.

Dentre essas funções, podemos destacar a:

Controle dos batimentos cardíacos.

Regulação dos ciclos menstruais.

Capacidade de foco e concentração do nosso cérebro.

Movimentos intestinais.

Desse modo, qualquer modificação nos níveis ideais de concentração desses dois hormônios trazem consequências e altera o funcionamento do nosso organismo. E isso nós podemos perceber através de alguns sintomas, como:

Cansaço.

Edemas (o famoso “inchaço”) especialmente nos membros inferiores.

Alterações nos hábitos intestinais.

Desaceleração dos batimentos cardíacos.

Sonolência ao longo do dia.

Fala mais monótona e arrastada.

Diminuição da capacidade de aprendizado.

Depressão.

Alterações dermatológicas (como pele seca e queda de cabelo).

Ganho de peso.

Ainda podemos destacar que vários desses sintomas também estão presentes nas tireoidites, que são condições geradas por processos inflamatórios que afetam a tireoide. 

Note que os sintomas do hipotiroidismo são difusos e também podem ser sinais de outras alterações no organismo. Portanto, atente-se a qualquer mudança no seu corpo e busque a ajuda de um profissional médico! 

Consulte o endocrinologista da CLAF!

Hipotireoidismo: diagnóstico e possíveis tratamentos!

O diagnóstico e o tratamento do hipotireoidismo devem ser feitos sempre por um médico habilitado, idealmente um(a) endocrinologista.

É bom ressaltar que quanto mais cedo for feito o diagnóstico, menores serão as consequências e sintomas negativos para o(a) paciente e quanto melhor o tratamento, mais rápido o(a) paciente terá sua qualidade de vida restaurada.

Diagnóstico

O diagnóstico do hipotireoidismo é realizado através da combinação da clínica do paciente (ou seja,  dos seus sintomas e queixas), aliada aos exames laboratoriais, que permitem conferir os níveis de hormônios tireoidianos no sangue.

Cabe destacar ainda que o hipotireoidismo congênito pode ser detectado no “teste do pezinho”. Esse teste é realizado entre o terceiro e o sétimo dia de vida do bebê, sendo de extrema importância para diagnosticar essa e outras doenças.

Tratamento

O tratamento do hipotireoidismo vai depender das causas que provocaram essa alteração. Quando o quadro for consequente a outros fatores, o ideal é tratar essa questão para avaliar a resolução natural da alteração tireoidiana.

Já nos casos de alterações crônicas da tireoide, um dos principais caminhos é a reposição hormonal, sendo feita por tempo indeterminado. Uma das medicações mais usadas nesses casos é a levotiroxina.

Com tratamento regular e adequado, o(a) paciente tem grandes chances de restaurar sua qualidade de vida e garantir mais saúde.

E se o hipotireoidismo não for tratado?

Caso o paciente com hipotireoidismo não faça o seu tratamento da maneira adequada, o organismo poderá sofrer inúmeros impactos, como:

Problemas cardíacos.

Deficiência no desenvolvimento físico e mental.

Ganho de peso.

Diabetes.

Infertilidade. 

Persistência e aprofundamento dos sintomas citados anteriormente. 

Portanto, caso você tenha sido diagnosticado com essa condição, não hesite em Iniciar e dar continuidade ao seu tratamento

Consulta com endocrinologista em Brasília-DF

Diante do exposto, fica claro que o hipotireoidismo é uma condição importante e que deve ser tratada com a devida seriedade. Para isso, um acompanhamento médico regular é fundamental para a manutenção de uma boa saúde. 

Portanto, você deve contar com o apoio de um(a) endocrinologista. Esse(a) profissional será capaz de te ajudar a tratar e controlar esse quadro hormonal.

Para isso, considere a Clínica CLAF sua melhor opção!

Temos uma equipe de profissionais experientes e atenciosos, além de uma estrutura confortável e acolhedora para tratar as questões da saúde da mulher.

Se você está em Brasília ou Entorno, clique no link abaixo e venha se cuidar conosco!

QUERO AGENDAR MINHA CONSULTA

E pensando no seu bem-estar e na divulgação de informações importantes e pertinentes, lembramos que você pode acessar esse e outros artigos no blog da CLAF. Lá, nós explicamos diversas condições de saúde e fornecemos dicas valiosas de bem-estar. Aproveite!

Powered By: Clínica da família