dicas para prevenir a trombose!

Este mês o blog da CLAF vem dedicando uma série de artigos para trazer mais informações e conscientização sobre a trombose; uma doença que afeta o sistema circulatório, atingindo mais de 150 mil pessoas todos os anos no país, em sua maioria, mulheres.

Em conteúdos anteriores do nosso Blog, você pôde se informar um pouco mais sobre o que é a doença e suas principais causas. Desta vez o conteúdo tem um cunho mais preventivo, com 6 dicas para prevenir a trombose.

Quer saber quais são elas e como você pode aplicá-las na sua rotina? Então não deixe de conferir o conteúdo logo abaixo!

Dicas para prevenir a trombose

Logo abaixo você confere algumas ações que, ao serem aplicadas no seu dia a dia, podem diminuir as chances de desenvolver a trombose. Confira!

1. Opte por roupas mais confortáveis 

Damos início à nossa lista com uma das dicas mais simples e, ao mesmo tempo, mais importantes.

Algumas pessoas podem não saber, mas o uso de roupas muito apertadas, especialmente calças, shorts e sapatos, pode prejudicar a circulação do sangue, dificultando o retorno venoso das pernas, favorecendo a formação de coágulos, especialmente em pessoas com predisposição.

Não confundir com as chamadas meias elásticas de compressão, que podem ser prescritas justamente para favorecer o retorno do sangue, mas que têm uma tensão específica e são projetadas para essa finalidade.

Você sabe o que causa a trombose? Como é feito o tratamento? Saiba tudo neste artigo do nosso Blog!

2. Evite ficar muito tempo parado(a)

Ficar numa mesma posição, seja sentado(a) ou de pé é um péssimo hábito para quem quer evitar a trombose.

Manter-se imóvel por muitas horas favorece que o sangue se acumule nas veias das pernas e pés, dificultando sua circulação e contribuindo para a dilatação desses vasos. Como resultado disso, é maior a chance de surgirem varizes (dilatação das veias) e trombos, que são “pedaços” de sangue endurecidos, que são a causa da trombose.

Caso você realmente precise permanecer sentado ou de pé por longos períodos do dia – por motivos de trabalho, por exemplo – procure se movimentar de tempos em tempos, levantando-se para esticar as pernas ou, de preferência, para se alongar.

👉 Uma boa dica para ajudar na circulação das pernas é, algumas vezes ao dia, fazer movimentos repetidos de, a partir da posição de pé, ficar na ponta dos pés e retornar à posição normal. Isso contrai as “batatas da perna” e ajuda o sangue a circular.

3. Evite ficar muito tempo com as pernas cruzadas 

Assim como se manter na mesma posição por muito tempo pode favorecer a formação da trombose, manter-se muito tempo com os membros cruzados também pode.

E a razão é a mesma!

O ato de manter as pernas cruzadas por longos períodos acaba interrompendo a circulação do sangue, como quando você dobra uma mangueira, contribuindo para a formação de coágulos.

Caso seja necessário ficar sentado por muito tempo, lembre-se de esticar as pernas e, de preferência, use um apoio de pés para manter as pernas um pouco mais elevadas.

4. Atenção ao uso de anticoncepcionais 

Alguns tipos de pílulas anticoncepcionais possuem, em sua composição, alguns hormônios que podem influenciar na coagulação do sangue, favorecendo a formação de trombos.

Caso você já use ou pretenda usar esse tipo de método contraceptivo, é importante manter um acompanhamento próximo com seu(sua) ginecologista e conversar com ele(a) sobre essa questão, para que sejam tomados os devidos cuidados.

Isso não significa que todas as mulheres que usarem anticoncepcionais hormonais vão necessariamente desenvolver trombose, mas é um cuidado importante de ser tomado.

Quer entender a relação entre pílula anticoncepcional e trombose? Então não perca as explicações deste outro artigo!

5. Aumente o consumo de água

O consumo de água ao longo do dia é essencial para a manutenção de uma boa saúde, como um todo.

Além disso, seu consumo regular – preferencialmente ao menos dois litros por dia – contribui para uma melhor fluidez do sangue, diminuindo as chances de formação dos trombos.

Mais água no organismo também ajuda a reduzir inchaços e retenção de líquidos.

6. Adote um estilo de vida mais saudável 

Além de contribuírem para a prevenção de uma variedade de outras doenças, os hábitos saudáveis também contribuem para a diminuição das chances de se desenvolver a trombose.

Sendo assim, procure realizar atividades físicas regularmente, optar por alimentos mais saudáveis e, principalmente, evitar o consumo de cigarro e de álcool em excesso.

Consumir grandes quantidades de bebidas alcoólicas provoca desidratação, o que também contribui para a trombose. Já o cigarro, com suas milhares de substâncias nocivas, interfere em processos bioquímicos e altera a coagulação sanguínea.

Covid-19 pode provocar trombose? Encontre a resposta neste outro artigo.

A importância do acompanhamento médico 

Vale lembrar que essas 6 dicas para prevenir a trombose só serão realmente eficientes se você colocá-las em prática.

Além disso, ainda é importante destacar que a trombose é uma doença silenciosa, o que a torna ainda mais perigosa, especialmente para as mulheres, público com a maior taxa de incidência da doença.

Por isso, o acompanhamento médico preventivo, de preferência com um angiologista, é fundamental.

Nesse sentido, considere a Clínica CLAF como sua opção de cuidados com sua saúde circulatória!

Somos especializados em cuidados com a saúde feminina e contamos com uma equipe de profissionais nas mais diversas áreas, como angiologia, ginecologia, nutrição, endocrinologia, obstetrícia e cardiologia.

Se você está em Brasília ou Entorno, agende online sua avaliação e venha cuidar da sua saúde conosco! 

QUERO UMA AVALIAÇÃO NA CLAF!

Aproveite para nos seguir no Instagram e receber mais dicas sobre saúde e bem-estar. Basta clicar neste link!

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?