CLAF

Segunda a Sexta de 7h às 19h
Sábado de 7h às 12h

CLAF

(61) 3345-7679

Conheça 7 alimentos que te ajudam a emagrecer!

Você sabia que já está ultrapassada a ideia de que só é possível emagrecer um corte radical de calorias e a restrição de boa parte dos alimentos?

Isso mesmo, hoje já se sabe que, além de não serem efetivas e causarem o famoso “efeito sanfona”, dietas muito também estão associadas ao surgimento de transtornos alimentares

Por isso, listamos neste artigo alguns alimentos que te ajudam a emagrecer, além de uma série de dicas de como fazer isso sem colocar sua saúde em risco.

Confira!

Os alimentos que ajudam a emagrecer

Quando falamos em alimentos que ajudam a emagrecer, não estamos falando somente daqueles com baixo valor calórico, mas também daqueles que influenciam positivamente o funcionamento do seu corpo, seja acelerando seu metabolismo (para queimar mais calorias), reduzindo a retenção de líquidos (reduzindo o inchaço) e melhorando o funcionamento do seu intestinal

Ah, você sabia que alguns alimentos também possuem calorias negativas? Esses alimentos ajudam na queima de calorias, já que o corpo gasta mais energia para mastigar e digeri-los do que eles apresentam. 

Confira abaixo um pouco mais sobre os principais alimentos e como eles podem ajudar na sua trajetória de perda de peso! 

Acesse este artigo e confira uma lista de dicas de como acelerar seu metabolismo e ter muito mais resultados com qualquer dieta! 

1. Especiarias e temperos 

Independentemente do paladar, todo mundo gosta de uma comida bem temperada, não é mesmo? Especiarias como pimenta, salsa, gengibre e até mesmo a canela podem dar vida a qualquer prato e ainda auxiliam na sua dieta. 

Sabe por quê? Esses alimentos possuem propriedades termogênicas, ou seja, aumentam a temperatura geral do corpo e aceleram o metabolismo, auxiliando no processo de queima de gorduras e energia. 

Um bom exemplo de como adicionar as especiarias no seu dia a dia é tomar uma xícara de leite com canela no início do dia. 

Já a pimenta, a salsa e o curry podem dar um toque a mais no preparo do frango ou peixe. É uma chance de testar novos sabores! 

2. Abacate 

Extremamente rico em magnésio e fibras, o abacate é um exemplo de fruta com alto teor de gordura que pode te ajudar a emagrecer. 

Isso mesmo!

A razão para isso é o tipo de gordura presente na fruta, que é bem diferente daquela encontrada em frituras, por exemplo. No caso do abacate, estamos falando do ácido oleico, que é associado a processos anti-inflamatórios no corpo.

Assim, ao invés de aumentar os valores de colesterol ruim (associado a problemas de hipertensão) o abacate ajuda a controlar os níveis de triglicérides no organismo. 

Além disso, a fruta ainda influencia ativando enzimas que controlam a digestão e ajuda a equilibrar os níveis de açúcar no sangue, dando aquela sensação boa de saciedade por mais tempo. 

Com tantos pontos positivos, o abacate ainda desfruta de grande versatilidade de consumo, podendo ser ingerido com pão (no lugar da manteiga), fazer parte de mousses e até mesmo da maionese verde caseira.

Apesar de todos esses benefícios, não podemos esquecer que se trata de uma fruta calórica. Então, o segredo aqui é consumir com moderação.

3. Chá Verde 

Entrando também para o time dos alimentos termogênicos, o chá verde auxilia no emagrecimento, ativando e acelerando o metabolismo. 

Além disso, essa bebida também é rica em antioxidantes, vitaminas, zinco, potássio, cálcio, magnésio e aminoácidos sendo excelente para a manutenção geral da sua saúde. 

Apesar de também apresentar cafeína em sua composição, o chá verde contém uma quantidade consideravelmente menor que o café, por exemplo. 

Muitas pessoas gostam de começar o dia com uma xícara de chá verde, já que a bebida é capaz de trazer energia e concentração. Experimente! 

4. Nozes, sementes e castanhas também

Como parte do grupo de alimentos ricos em gorduras benéficas e que auxiliam especialmente nos processos de queima de gordura abdominal, as nozes, sementes e castanhas são muito versáteis e saborosas. 

Além de tudo, não é preciso comer muitas para se sentir saciada! 

Neste grupo está a amêndoa, a castanha-do-Pará, nozes, sementes de abóbora, chia, girassol, castanha-de-caju, entre outras. Você pode consumí-las separadamente ou junto com outras frutas e iogurtes, por exemplo.

5. Iogurte e  alimentos ricos em probióticos

Com uma digestão mais simples que o leite, o iogurte é rico em probióticos: microorganismos vivos que são benéficos para a saúde.

No organismo, os probióticos atuam principalmente ajudando a regular o intestino, combatendo casos de prisão de ventre. 

Além disso, estudos comprovaram que esses microrganismos também ajudam a combater a proliferação de bactérias, favorecendo a absorção de calorias pela mucosa intestinal. Incrível, não é mesmo? 

Um outro ponto positivo do iogurte é a presença de proteínas que requerem um gasto maior de energia para serem digeridas. Assim, a queima de calorias também é favorecida. 

Mas fique atenta! Não é qualquer iogurte que poderá te ajudar na jornada de perda de peso. Aliás, alguns deles, repletos de açúcares e corantes, podem até atrapalhar. 

Por isso, sempre que possível, prefira os iogurtes naturais, os sem açúcar (adoce com uma fruta) ou kefir. Você pode combinar esses alimentos com mel, sementes e nozes por exemplo, garantindo efeitos positivos múltiplos para a sua saúde. 

6. Folhas verdes 

As folhas verdes não poderiam ficar de fora da nossa lista. Afinal as folhas verdes como a alface, a acelga, o agrião, a rúcula e o espinafre podem encher o seu prato e aumentar a saciedade com uma quantidade ainda muito reduzida de calorias. 

Também não podemos descartar todas as vitaminas (A, C e do complexo B), cálcio, ferro, antioxidantes e fibras que também auxiliam na regulação do intestino. 

A maneira mais direta de consumir folhas verdes no seu dia a dia é por meio de saladas. Porém, se você não é muito fã desse tipo de prato, pode introduzi-las em outras refeições, como em um sanduíche leve, por exemplo. 

As folhas verdes também podem ser batidas e bebidas como vitaminas. O suco verde, por exemplo, é delicioso! 

7. Água

Apesar de não ser exatamente um alimento (não possuir calorias), a água também não poderia ficar de fora dessa lista. Afinal, ela é essencial para o bom funcionamento do corpo, e um corpo saudável queima gorduras com mais facilidade. 

Além de regular a temperatura corporal, auxiliar no funcionamento do intestino, digestão e aumentar o metabolismo, a água também pode ajudar na sensação de saciedade, mantendo o estômago cheio. 

Mas nada de pular refeições e só tomar água, ok? Assim você estará caindo em uma dieta nada saudável e muito restritiva que poderá prejudicar o seu corpo. Lembre-se: equilíbrio é a chave! 

Para consumir mais água, crie o hábito de andar com uma garrafinha e dar um gole em diversos momentos do dia! Algumas pessoas também utilizam aplicativos de lembretes no celular até que o hábito seja assimilado.

Existe uma forma ideal de emagrecer?

Com certeza! A melhor forma de emagrecer é aquela feita de maneira consciente, preservando sua saúde e adotando bons hábitos. 

Não se engane com dietas milagrosas que prometem eliminar muitos quilos em poucas semanas. Afinal, o seu organismo é um sistema complexo, que precisa de tempo para assimilar mudanças. 

Por isso, emagrecer pela reeducação alimentar, criando novos hábitos saudáveis que podem ser sim muito prazerosos é a melhor opção! E não precisa excluir seu alimento preferido da sua vida para manter um peso saudável: a palavra-chave nesse caso é moderação. 

Por fim, ao aliar uma boa alimentação com exercícios físicos regulares, melhora não só o seu peso, como também sua disposição e saúde! 

Você quer sair do sedentarismo e adotar hábitos mais saudáveis, mas sua rotina estressante não permite? Então confira as dicas que listamos neste artigo! 

Como um endocrinologista pode ajudar a emagrecer de forma saudável?

Criar novos hábitos e emagrecer nem sempre é uma tarefa simples de realizar sozinha. Afinal, entre a mudança de hábitos, também existem questões hormonais que podem afetar o seu progresso

Se você sente que está fazendo tudo certo, mas ainda assim não vê resultados, então talvez seja a hora de consultar um endocrinologista. Esse profissional poderá receitar uma série de exames e ajudar a identificar as causas, auxiliando de maneira qualificada nas dificuldades existentes. 

Qual o melhor momento de buscar a ajuda de um endocrinologista? Neste artigo você encontra essa resposta! 

Se você pretende passar a se cuidar mais, adotando novos hábitos alimentares e uma vida mais saudável, o primeiro passo deve ser procurar uma avaliação profissional, com nutricionista, endocrinologista e com o cardiologista, para ter certeza de que estará começando do jeito certo e com segurança!

Nesse sentido, a Clínica CLAF é o lugar ideal para que você tenha todo o suporte que precisa. Somos uma clínica especializada nos cuidados com a saúde feminina e contamos com ginecologistas, obstetras, endocrinologistas, angiologistas e cardiologistas.

Se você está em Brasília ou Entorno, venha cuidar da sua saúde conosco! 

QUERO AGENDAR MEU ATENDIMENTO NA CLAF!

Você também pode gostar:

Dicas para comer melhor (mesmo nas férias)

Powered By: Clínica da família