Tem como engravidar usando o DIU?

Dentre todos os métodos contraceptivos disponíveis no Brasil, o dispositivo intrauterino – ou simplesmente DIU – é um dos mais eficazes, porém, um dos menos utilizados, com apenas 2% de taxa de uso entre as mulheres.

Mas por que será que um método tão eficaz continua sendo um dos mais ignorados pelo público feminino?

Acredita-se que muito disso se dê pela falta de informação sobre o funcionamento do método entre as mulheres, inclusive se tem como engravidar usando o DIU.

E foi pensando em colaborar para a desmistificação desse importante método contraceptivo que separamos, para o artigo de hoje, uma série de informações que te ajudarão a entender melhor as características e funções do DIU.

Acompanhe!

Como funciona o DIU

Em resumo, o DIU consiste em um pequeno aparelho plástico em formato de “T” que, por ter a presença de cobre em sua composição, essa substância age sobre a movimentação dos espermatozóides, fazendo com que eles não consigam se locomover para fecundar o óvulo.

No mercado nacional podem ser encontrados três tipos de dispositivos intrauterinos: 

1. DIU Hormonal

Este tipo de DIU, também conhecido como DIU Mirena, é um dos mais utilizados entre as mulheres.

Seu funcionamento se dá através da liberação do hormônio progesterona, em pequenas doses, no interior do útero.

Graças a esse processo, o muco presente na região uterina se torna mais espesso e a membrana que reveste o útero internamente se afina, de dificultando, assim, uma possível fertilização.

A ação desse tipo de DIU é de até 5 anos.

2. DIU de Cobre

Ao contrário do hormonal, o DIU de cobre não atua por meio da liberação de hormônio, mas sim por uma série de filamentos de cobre que o revestem.

Com a presença desse metal, o dispositivo funciona como um “espermicida”, “desorientando” os espermatozóides e dificultando sua movimentação, impedindo que eles fecundem o óvulo.

Este tipo de DIU mantém sua eficácia por até 10 anos.

3. DIU de Prata

Este DIU funciona da mesma forma que o de cobre, citado anteriormente.

Sua principal diferença está em uma pequena concentração de prata que ajuda a diminuir o aumento do sangramento menstrual e das cólicas comumente relatadas pelas mulheres que utilizam o DIU de cobre. 

Sua validade também é um pouco menor – 5 anos – mas com a mesma taxa de proteção.

DIU de cobre à esquerda. DIU de prata à direita.

Quer mais informações sobre os métodos contraceptivos não hormonais? Neste artigo a gente te mostra 5 exemplos!

https://clinicadafamiliadf.com.br/5-metodos-contraceptivos-nao-hormonais/

Tem como engravidar usando o DIU?

Nenhum método contraceptivo é 100% eficiente, e isso também vale para o DIU.

Mesmo com uma taxa de eficácia superior a 99%, ainda assim é possível que uma mulher venha a engravidar, mesmo que as chances sejam extremamente baixas.

Por isso, é importante entender que o DIU não previne, em 100% dos casos, uma gravidez. Porém, se comparado com outros métodos mais utilizados, como a pílula anticoncepcional e a camisinha, o dispositivo intrauterino apresenta uma incidência de gestação muito menor.

Acredita-se que uma das causas mais comuns de ocorrência dessas gravidezes inesperadas em uso do DIU se dê pela má colocação do dispositivo ou com o deslocamento do mesmo no útero, o que prejudica seu pleno funcionamento.

Por isso é fundamental que, especialmente nos 6 primeiros meses de uso, que a mulher mantenha o acompanhamento com seu ginecologista para avaliar se o DIU está bem posicionado.

Outro método extremamente prático e eficaz é o implante hormonal. Conheça, neste artigo, como funciona o Implanon! 

O DIU pode afetar as relações sexuais?

Outra dúvida bastante recorrente, relacionada ao uso do DIU, é se o dispositivo pode afetar a vida sexual da mulher.

Como o dispositivo é bastante pequeno – cerca de 4 cm – e por estar inserido dentro da cavidade uterina, ele não traz qualquer interferência nas relações sexuais.

Além disso, o formato e o material do dispositivo, com hastes feitas de plástico bastante finas e flexíveis, o tornam bastante anatômico e confortável.

O mesmo vale para o fio que fica na ponta do dispositivo. Por ser extremamente fino, o mesmo só será sentido durante a retirada do DIU.

Colocar DIU dói? Conheça mitos e verdades sobre esse assunto 

Métodos anticoncepcionais: procure a CLAF!

Esperamos que este artigo tenha esclarecido suas dúvidas quanto às chances de engravidar usando o DIU.

Os dispositivos intrauterinos são hoje uma das melhores alternativas para as mulheres, devido ao seu alto nível de proteção, baixo risco, longa duração e praticidade. Ainda assim, é fundamental que você converse antes com o ginecologista e verifique se este método é o mais indicado para o seu caso específico.

Nesse sentido, considere a Clínica CLAF como sua opção!

Somos especialistas em saúde da mulher e contamos com mastologistas, ginecologistas, angiologistas, nutricionistas, endocrinologistas, obstetras e, agora também, cardiologistas.

Se você está em Brasília ou Entorno, agende online sua avaliação e venha cuidar da sua saúde conosco! 

QUERO UMA AVALIAÇÃO NA CLAF!

Também aceitamos diversos convênios. Acesse o link abaixo e veja se o seu convênio também está incluído!

CONVÊNIOS ACEITOS

Siga-nos também no Instagram, para receber mais dicas sobre saúde. Basta clicar neste link para acessar nosso perfil.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?